quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Empresas pedem à Suprema Corte dos EUA que aprove casamento gay

27/02/2013 - 21:26
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/empresas-se-mobilizam-em-favor-do-casamento-gay-nos-eua
Por Gunter Zibell - SP

Do G1

Mais de 200 companhias pedem derrubada de lei federal.
Falta de uniformidade nacional cria fardo para empregadores, diz advogado.

Reuters

Mais de 200 empresas vão pedir à Suprema Corte dos EUA nesta quarta-feira (27) para derrubar uma lei federal que restringe a definição de casamento às uniões heterossexuais.
Os advogados que representam as empresas disseram que ingressar com uma petição sobre o caso.
Empresas como a MicrosoftGoogle, Starbucks e Pfizer estão entre as que aderiram ao processo. Outras companhias incluem Aetna, Amazon.com, e Citigroup.
A Thomson Reuters é outra signatária. A agência de notícias Reuters é parte da Thomson Reuters.
As empresas querem que a Suprema Corte derrube uma artigo fundamental do Ato de Defesa do Casamento (Doma, na sigla em inglês), que é federal e define o casamento como uma união entre um homem e uma mulher.
Separadamente, os advogados que representam outro grupo de empregadores, incluindo algumas das mesmas empresas, já haviam dito que planejavam apresentar uma peça judicial na quinta-feira sobre um caso relacionado que questiona uma lei da Califórnia que proíbe o casamento gay.
Os dois casos devem ser debatidos perante a Suprema Corte em 26 e 27 de março.
Na ação desta quarta-feira, o advogado Sabin Willett escreveu que a Doma "exige que os empregadores tratem um trabalhador de forma diferente do outro, quando são casados, e cada casamento é igualmente legítimo".
A lei federal não cria qualquer uniformidade nacional, afirmou Willett, porque 12 Estados ou autorizam ou reconhecem casamentos homossexuais realizados em outros Estados.
Isso cria um fardo para os empregadores, especialmente aqueles que fazem negócios em todo o país, acrescentou.
Willett também escreveu na peça judicial que a lei obriga as empresas a discriminarem, algumas vezes em contradição às suas próprias políticas internas e leis locais, quando se trata de planos de saúde e outros benefícios.

Nenhum comentário:

ESTAMOS DE OLHO!

Pesquisa do Senado sobre a PLC 122/06 que criminaliza a HOMOFOBIA:

Os resultados da pesquisa de opinião realizada pelo Senado Federal a respeito da PL 122/06, que criminaliza a homofobia e outros crimes de discriminação, ainda não foram divulgados.

Isso nos preocupa um pouco, na medida em que os resultados acompanhados em tempo real pelo site, durante o mês de novembro, em vários momentos retrocederam em números reais.
Órgãos da imprensa noticiavam tentativa de invasão e possíveis alterações dos resultados (favorecendo o NÃO ao projeto).
Mandamos - novamente - mensagem ao "Alô Senado" esta semana para saber o que realmente ocorreu e ficaremos acompanhando suas respostas já que este projeto, além de interesse público geral, é de interesse específico das mulheres lésbicas de todo o país.

PESQUISA - divulgação de resultados

PESQUISA - divulgação de resultados
02 locais e horários diferentes em Porto Alegre, dia 11-05

Feministas unificam apresentação da pesquisa!

A apresentação da pesquisa "Mulheres Brasileiras nos espaços Públicos e Privado" será apresentada para TODO O MOVIMENTO FEMINISTA num único horário em POA:
11-05, das 9 às 11h30, no Auditório da CUT-RS.

Adote esta campanha!

Adote esta campanha!
Acorda Congresso!

Pela Aprovação do PLC122/06

Pela Aprovação do PLC122/06
Vote a favor do projeto pelo link http://www.naohomofobia.com.br/

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres
16 dias de ativismo

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres
http://www.homenspelofimdaviolencia.com.br/

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

MANIFESTO LÉSBICO FEMINISTA ANTI-CAPITALISTA

29 de Agosto de 2008
Cique AQUI para acessar