segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Campanha: Zeferinas no Julgamento da Banda New Hit!


Companheiras e Companheiros,  

       Segue abaixo campanha de arrecadação financeira para garantirmos a presença e ação de mulheres de todo o estado da Bahia no julgamento da Banda New Hit.  Só com muita pressão social e política  os estupradores serão condenados. 

Essa campanha pode e deve ser compartilhada com  nossas amigas, amigos, movimentos e organizações parceiras da luta das mulheres, familiares, professoras/es, pessoas que junto conosco se indignaram contra o absurdo que é este caso.



Campanha: Zeferinas no Julgamento da Banda New Hit 

                                       Se não tem Justiça, tem escracho feminista!
Companheiras e companheiros,

A luta pelo fim da violência contra a mulher é uma tarefa árdua e cotidiana que exige de nós mais do que proferir palavras. Ser contra não basta. É preciso organizar-se para combatê-la. Nos últimos períodos, nós, do Núcleo Negra Zeferina da Marcha Mundial das Mulheres, assumimos na ação a exigência de punição dos 9 integrantes da Banda New Hit que estupraram duas adolescentes e também do policial militar que fez a "segurança" dos estupradores enquanto a ato vil e repugnante acontecia dentro do ônibus da banda, na cidade de Ruy Barbosa. 

Nossas ações

No dia 16 de outubro de 2012 escrachamos o estuprador, vocalista da banda, Eduardo Martins.  Ação que teve grande repercussão na mídia nacional. Recebemos o apoio de milhares de mulheres e homens que fizeram suas vozes ecoar com as nossas em suas casas, nas redes sociais, pontos de ônibus, escolas, universidades e fábricas. Trazendo a tona a discussão da culpabilização da mulher pela violência sofrida, questionando porque estão livres os estupradores e as mulheres violentadas estão encarceradas, e agindo contra a naturalização do estupro. 




Depois do escracho foram realizadas mais ações; como nas ruas de Feira de Santana contra o Show lá realizado, e no dia 29 de novembro em ato unificado realizado em virtude do dia 25 de novembro, dia internacional pela eliminação da violência contra a mulher, que teve como tema central O Caso New Hit; além da realização da audiência pública junto com Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia e a Comissão de Direitos da Mulher da Assembléia Legislativa da Bahia.

        
           
 
É chegada a hora do julgamento dos estupradores

Nos dias 18, 19 e 20 de fevereiro, na cidade de Ruy Barbosa-Ba, será realizado o julgamento. Nesse momento, o mundo volta os olhos para esse caso. 

Estamos mobilizando mulheres de toda a Bahia para comparecerem. É de fundamental importância que façamos destes dias momentos de muita pressão política e social para que sejam condenados os estupradores.
 
O fato das meninas estupradas serem negras, filhas da classe trabalhadora e estarem encarceradas, aguardando o julgamento em um programa de proteção a crianças e adolescentes em situação de ameaça de morte,   e os estupradores estarem livres, fazendo show pela Bahia, protegidos pelo dinheiro e pela fama. Como dito pelo vocalista escrachado por nós, Eduardo Martins, eles são "os popstars do pagode, branquinhos e bonitinhos",  reafirmando o quanto o judiciário, assim como a sociedade em que vivemos é  machista e racista. Apenas 2% dos agressores de mulheres são condenados no Brasil. 

Nos últimos 10 anos 40 mil mulheres foram assassinadas vítimas de violência machista. 
A cada 12 segundos uma mulher é violentada em nosso país.
A condenação dos estupradores da Banda New Hit será uma vitória para todas e todos que lutam por um mundo de justiça, igualdade e liberdade. 

Campanha

Precisamos arrecadar 15 mil reais para financiarmos o transporte, hospedagem e alimentação das companheiras que irão para Ruy Barbosa, saindo de Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itabuna, Cruz das Almas, Juazeiro, Cachoeira e Jequié.  

Realizaremos nos próximos dias pedágios, passaremos livro de ouro nas Universidade e venderemos camisas! Mas sabemos que o que é arrecadado com essas atividades é muito pouco, principalmente para o curto tempo que temos.

Contamos, (e muito!) com as contribuições voluntárias das nossas apoiadoras e apoiadores.
A contribuição pode ser entregue em mãos, depositadas ou transferidas. 

Conta Corrente: 77 448 0
Agência: 1602 0
Banco do Brasil
Maíra Silva Guedes

Contatos: 71 - 9229 8073, 71 9158 1666, 71 9345 9396, 71 9189 0553

Seguiremos em Marcha até que todas sejamos Livres! 
Eu to na rua, é pra lutar! Por um projeto, feminista e popular!

Núcleo Negra Zeferina
Marcha Mundial das Mulheres

Um comentário:

Pensando disse...

Guerreiras. Amo-as todas. Na luta, juntos.