domingo, 4 de outubro de 2015

PESQUISA

Projeto de pesquisa – Uma história da imprensa lésbica no Brasil (Carolina Maia)

"O que a história não conta, não existiu", diz a historiadora Tânia Navarro-Swain sobre o apagamento histórico das experiências lésbicas. Sou estudante de Antropologia (faço mestrado no Museu Nacional/UFRJ) e quero pesquisar uma história pouco contada: a das publicações impressas (jornais, revistas, zines) feitas por e para lésbicas (e/ou bissexuais) no Brasil.
A ideia desse tema de pesquisa veio por notar que, na produção acadêmica sobre a história do movimento LGBT, jornais e revistas feitos por gays são muito mais comentados do que aqueles feitos por lésbicas (até porque esses tiveram uma produção menor, mais artesanal, e ficaram menos conhecidos – uma questão que também me interessa pensar. Por que será que foi assim?). Consultando essa bibliografia, encontrei XX títulos (a lista está no final desse texto) publicados no período selecionado para pesquisa, entre 1980 e 2010. Minha proposta é entrevistar as realizadoras dessas publicações e, quando estiverem disponíveis, também consultar e analisar os materiais publicados.
É por isso que escrevo esta mensagem – para pedir ajuda. Devo começar a pesquisa no início do ano que vem, e para isso preciso encontrar algumas informações que estão faltando e procurar os contatos dessas ativistas e comunicadoras... Sem contar que acredito que devem ter existido outras publicações lésbicas que desconheço. Como colocado na frase da Tânia Navarro-Swain, falando delas, podemos ajudar a fazê-las existir.

Peço, então, o apoio de quem:
– conhecer pessoas ligadas aos grupos que fizeram as publicações listadas (mesmo que não tenha o contato direto e só souber o nome do grupo ou da pessoa que devo procurar)
– tiver o contato de alguma dessas pessoas
– souber de alguma publicação impressa feita por e para lésbicas e/ou mulheres bissexuais no Brasil entre 1980 e 2010 que não esteja na lista
– tiver acesso a algum desses materiais, seja em seu acervo pessoal ou conhecendo onde posso consultar (isso seria maravilhoso!)
– puder compartilhar em suas redes essa mensagem.

Quem quiser compartilhar alguma dessas informações ou quiser saber mais do projeto, é só me mandar um e-mail (carolmaiadeaguiar@gmail.com) ou mesmo falar por facebook (https://www.facebook.com/carolmaia).
Muito obrigada!
Abraços,
Carolina

* * *
Anexo: lista de publicações compiladas a partir da literatura

Publicação, período de circulação, pessoa e/ou grupo responsável pela publicação e local de produção
  • ChanaComChana – 1981-1987 – Miriam Martinho (GALF) (SP)
  • Boletim Iamaricumá – 1981 – Iamaricumá (RJ)
  • Um Outro Olhar (boletim) – 1987-1995 – Miriam Martinho (GALF) (SP)
  • Um Outro Olhar (revista) – 1995-2002 – Miriam Martinho (GALF) (SP)
  • Femme – 1993-1995 – Tânia Thomé e Mônica Camargo (AFINS – Grupo de Conscientização e Emancipação Lésbica de Santos) (SP)
  • Informativo da Liga Brasileira de Lésbicas da Região Sul – 2004-2006 – LBL (RS)
  • Revista Lés – 2005 – Ana Azevedo (SP)
  • Sobre Elas – 2006 – Nina Lopes (SP)

Anos 1980 – sem data definida na bibliografia citada
  • Boletim Amazonas – Grupo Libertário Homossexual da Bahia (BA)[Lourdinha]
  • Xerereca – Rita Colaço (RJ)
  • Boletim Ponto G – Grupo Lésbico da Bahia (BA)

Anos 1990 – sem data definida na bibliografia citada
  • Deusa Terra – organização Deusa Terra (SP)
  • GEM – Grupo Estação Mulher (SP)
  • Lesbetária – sem informações sobre editoras/responsáveis (SP)
  • Boletim Folhetim – Movimento D'Ellas (RJ)

Referências que foram fonte para essa lista:
LESSA, Patrícia. Lesbianas em movimento: a criação de subjetividades (Brasil, 1979-2006). 261 f. Tese (Doutorado em História) - Programa de Pós-Graduação em História, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
MAIA, Carolina. Jornalismo e identidades coletivas: representações de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros no portal Mix Brasil. 139 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo) - Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.
PÉRET, Flávia. Imprensa gay no Brasil: da militância ao consumo. São Paulo: Publifolha, 2011.
SELEM, Maria Célia O. A Liga Brasileira de Lésbicas: produção de sentidos na construção do sujeito político lésbica. 192 f. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Pós-Graduação em História, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
SIMÕES, Júlio Assis; FACCHINI, Regina. Na trilha do arco-íris: do movimento homossexual ao LGBT. São Paulo: Editora Perseu Abramo, 2009.


Nenhum comentário:

ESTAMOS DE OLHO!

Pesquisa do Senado sobre a PLC 122/06 que criminaliza a HOMOFOBIA:

Os resultados da pesquisa de opinião realizada pelo Senado Federal a respeito da PL 122/06, que criminaliza a homofobia e outros crimes de discriminação, ainda não foram divulgados.

Isso nos preocupa um pouco, na medida em que os resultados acompanhados em tempo real pelo site, durante o mês de novembro, em vários momentos retrocederam em números reais.
Órgãos da imprensa noticiavam tentativa de invasão e possíveis alterações dos resultados (favorecendo o NÃO ao projeto).
Mandamos - novamente - mensagem ao "Alô Senado" esta semana para saber o que realmente ocorreu e ficaremos acompanhando suas respostas já que este projeto, além de interesse público geral, é de interesse específico das mulheres lésbicas de todo o país.

PESQUISA - divulgação de resultados

PESQUISA - divulgação de resultados
02 locais e horários diferentes em Porto Alegre, dia 11-05

Feministas unificam apresentação da pesquisa!

A apresentação da pesquisa "Mulheres Brasileiras nos espaços Públicos e Privado" será apresentada para TODO O MOVIMENTO FEMINISTA num único horário em POA:
11-05, das 9 às 11h30, no Auditório da CUT-RS.

Adote esta campanha!

Adote esta campanha!
Acorda Congresso!

Pela Aprovação do PLC122/06

Pela Aprovação do PLC122/06
Vote a favor do projeto pelo link http://www.naohomofobia.com.br/

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres
16 dias de ativismo

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres
http://www.homenspelofimdaviolencia.com.br/

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

MANIFESTO LÉSBICO FEMINISTA ANTI-CAPITALISTA

29 de Agosto de 2008
Cique AQUI para acessar