quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Projeto que criminaliza preconceito contra homossexuais está na pauta da CDH

Neste momento, qualquer projeto que criminalize a homofobia é bem-vindo, mesmo que não seja aquele que enfrenta diretamente o assunto, falando em RACISMO e e em HOMOFOBIA.

Assim, que seja aprovado para avançarmos um passo a mais.


APROVEM A PLC 122!!!


19/11/2013 - 16h25 Comissões - Direitos Humanos - Atualizado em 19/11/2013 - 19h27

Iara Guimarães Altafin

Está na pauta da reunião desta quarta-feira (20) da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) substitutivo de Paulo Paim (PT-RS) a projeto que torna crime a discriminação ou o preconceito pela orientação sexual e identidade de gênero.

Um dos focos da polêmica está em artigo que pune com pena de um a três anos de reclusão quem "impedir ou restringir a manifestação de afetividade de qualquer pessoa em local público ou privado aberto ao público". Para as entidades religiosas, a norma cercearia a liberdade nos cultos. Para buscar o entendimento, Paim ressalvou ao final desse artigo que ficará "resguardado o respeito devido aos espaços religiosos".Apresentado pela deputada Iara Bernardi (PT-SP) e já aprovado na Câmara, o projeto (PLC 122/2006) tramita no Senado há sete anos, sempre acompanhado de grande polêmica e embates entre entidades do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) e entidades religiosas.

O projeto inclui a homofobia na lei que define crimes resultantes de preconceito de raça e de cor (Lei 7.716/1989). Em seu substitutivo, Paim optou por também incluir nessa lei a discriminação contra idosos e pessoas com deficiência, para evitar críticas de que a proposta é voltada apenas para combater o preconceito contra homossexuais.

De acordo com Paim, a nova lei terá como o objetivo "o combate ao ódio, à intolerância e à violência de um ser humano contra o outro".

O texto já passou pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e, após o exame na CDH, precisará passar pela Comissão de Justiça (CCJ), antes de ir a Plenário.

fonte:https://mail.google.com/mail/u/0/?shva=1#inbox/1427359c467f78d5?compose=14275dbba72954eb

Nenhum comentário: