segunda-feira, 1 de abril de 2013

Campanha global quer que mais mulheres tenham acesso a informações sobre saúde e sexualidade

Por: Felipe Blumen em 25 de março de 2013

A campanha "Meu corpo, meus direitos" quer superar a falta de informações e a concentração do acesso aos direitos reprodutivos e sexuais das mulheres

"Meu corpo, meus direitos." Esse é o slogan da campanha recém-lançada pela organização Anistia Internacional, que tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para os direitos sexuais e reprodutivos da mulheres.
Anna Kari
Anna Kari
O projeto também é destinado a mães como Fatimata, uma moradora da  área rural de Burkina Faso que vai todos os dias buscar água com o filho nas costas

Mas o que é isso?

A luta é pelo maior acesso de mulheres e meninas a condições iguais de saúde, independentemente de diferenças sociais ou econômicas. No Brasil, segundo dados do IBGE (2009), 22,9% das mulheres brancas não fizeram exames médicos durante a gravidez, contra 33,9% das negras. A mortalidade infantil é de 13,24% para brancos e 21,24% para negros. E a expectativa de vida é de 74,9 e 71,7 anos, respectivamente.
Assim, a questão é levar informações sobre saúde sexual e reprodutiva ao maior número possível de mulheres. O objetivo da campanha é superar os obstáculos geralmente encontrados no caminho dessa informação. Os empecilhos variam entre falta de investimentos governamentais em centros de saúde e dificuldades de comunicação com populações mais afastadas dos grandes centros.
O programa da campanha incluiu medidas focadas na redução das mortalidades infantil e maternal, além da na prevenção e controle de HIV/AIDS e do incentivo à informação, educação, comunicação, tecnologia, pesquisa e desenvolvimento em diversas regiões do planeta.
Anistia Internacional
Anistia Internacional
Usuária do sistema de saúde pública de Serra Leoa, Binta quase morreu ao dar à luz em 2009 e ainda teve que pagar o táxi e as taxas do hospital

Ajude

Além de divulgar informações sobre a situação dos direitos sexuais e reprodutivos em alguns países, a campanha quer fazer um apelo a líderes globais, representantes da ONU e organizações internacionais para que protejam as conquistas que vão sendo alcançadas.
Qualquer um pode fazer parte deste processo. Uma petição está disponível na página da campanha e as assinaturas recolhidas serão entregues às autoridades em eventos ao longo de 2013. O canal de TV a cabo GNT também irá recolher assinaturas para a campanha em suapágina do Facebook.
A campanha será conduzida durante todo o ano tendo em vista que 2013 marca o início das discussões preparatórias para a conferência Cairo + 20, que será realizada pela ONU para revisão do Programa de Ação adotado após a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, realizada no Egito em 1994. Neste encontro, chefes de Estado e representantes da ONU irão examinar os esforços dos países em colocar em prática os compromissos firmados na ocasião.

Nenhum comentário:

ESTAMOS DE OLHO!

Pesquisa do Senado sobre a PLC 122/06 que criminaliza a HOMOFOBIA:

Os resultados da pesquisa de opinião realizada pelo Senado Federal a respeito da PL 122/06, que criminaliza a homofobia e outros crimes de discriminação, ainda não foram divulgados.

Isso nos preocupa um pouco, na medida em que os resultados acompanhados em tempo real pelo site, durante o mês de novembro, em vários momentos retrocederam em números reais.
Órgãos da imprensa noticiavam tentativa de invasão e possíveis alterações dos resultados (favorecendo o NÃO ao projeto).
Mandamos - novamente - mensagem ao "Alô Senado" esta semana para saber o que realmente ocorreu e ficaremos acompanhando suas respostas já que este projeto, além de interesse público geral, é de interesse específico das mulheres lésbicas de todo o país.

PESQUISA - divulgação de resultados

PESQUISA - divulgação de resultados
02 locais e horários diferentes em Porto Alegre, dia 11-05

Feministas unificam apresentação da pesquisa!

A apresentação da pesquisa "Mulheres Brasileiras nos espaços Públicos e Privado" será apresentada para TODO O MOVIMENTO FEMINISTA num único horário em POA:
11-05, das 9 às 11h30, no Auditório da CUT-RS.

Adote esta campanha!

Adote esta campanha!
Acorda Congresso!

Pela Aprovação do PLC122/06

Pela Aprovação do PLC122/06
Vote a favor do projeto pelo link http://www.naohomofobia.com.br/

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres
16 dias de ativismo

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres
http://www.homenspelofimdaviolencia.com.br/

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

MANIFESTO LÉSBICO FEMINISTA ANTI-CAPITALISTA

29 de Agosto de 2008
Cique AQUI para acessar