segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Estupros coletivos na Índia chocam o mundo!

http://www.feminismo.org.br/livre/index.php?option=com_content&view=article&id=99994944:india-r-estupros-coletivos-chocam-a-sociedade&catid=71:inter&Itemid=606http://www.feminismo.org.br/livre/index.php?option=com_content&view=article&id=99994944:india-r-estupros-coletivos-chocam-a-sociedade&catid=71:inter&Itemid=606Uma estudante indiana de 23 anos trava uma luta pela própria vida em um hospital de Cingapura, depois de ser estuprada por seis homens em Nova Délhi, no último dia 16. Vítima do mesmo crime, uma adolescente de 17 anos cometeu suicídio após ser forçada pela polícia a retirar as acusações e a se casar com um de seus agressores, em Patiala (norte). A cada 18 horas, uma mulher é violentada na capital da Índia, de acordo com o Escritório Nacional de Registros de Crimes. Manifestantes tomaram as ruas da cidade e acusaram as autoridades de não levarem a sério as denúncias de agressões sexuais em um país onde 228.650 dos 256.329 crimes violentos registrados no ano passado tiveram como alvo as mulheres.

O caso da estudante de fisioterapia é considerado por muitos como o estopim para uma discussão sobre a segurança pública e a legislação penal. O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, classificou o caso de "atroz" e anunciou a abertura de uma investigação especial. O Hospital Mount Elizabeth, em Cingapura, omitiu a identidade da jovem e revelou que seu estado é "extremamente crítico". Seis homens a estupraram no interior de um ônibus, a golpearam com uma barra de ferro e a arremessaram do veículo. "Antes da chegada ao hospital, ela se submeteu a três cirurgias abdominais e sofreu uma parada cardiorrespiratória na Índia", afirmou o médico Kevin Loh, diretor do Mount Elizabeth, citado pela rede de tevê Al-Jazeera. 

Leia reportagem completa em Universidade Livre Feminista:

http://www.feminismo.org.br/livre/index.php?option=com_content&view=article&id=99994944:india-r-estupros-coletivos-chocam-a-sociedade&catid=71:inter&Itemid=606

Nenhum comentário:

ESTAMOS DE OLHO!

Pesquisa do Senado sobre a PLC 122/06 que criminaliza a HOMOFOBIA:

Os resultados da pesquisa de opinião realizada pelo Senado Federal a respeito da PL 122/06, que criminaliza a homofobia e outros crimes de discriminação, ainda não foram divulgados.

Isso nos preocupa um pouco, na medida em que os resultados acompanhados em tempo real pelo site, durante o mês de novembro, em vários momentos retrocederam em números reais.
Órgãos da imprensa noticiavam tentativa de invasão e possíveis alterações dos resultados (favorecendo o NÃO ao projeto).
Mandamos - novamente - mensagem ao "Alô Senado" esta semana para saber o que realmente ocorreu e ficaremos acompanhando suas respostas já que este projeto, além de interesse público geral, é de interesse específico das mulheres lésbicas de todo o país.

PESQUISA - divulgação de resultados

PESQUISA - divulgação de resultados
02 locais e horários diferentes em Porto Alegre, dia 11-05

Feministas unificam apresentação da pesquisa!

A apresentação da pesquisa "Mulheres Brasileiras nos espaços Públicos e Privado" será apresentada para TODO O MOVIMENTO FEMINISTA num único horário em POA:
11-05, das 9 às 11h30, no Auditório da CUT-RS.

Adote esta campanha!

Adote esta campanha!
Acorda Congresso!

Pela Aprovação do PLC122/06

Pela Aprovação do PLC122/06
Vote a favor do projeto pelo link http://www.naohomofobia.com.br/

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres
16 dias de ativismo

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres
http://www.homenspelofimdaviolencia.com.br/

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

MANIFESTO LÉSBICO FEMINISTA ANTI-CAPITALISTA

29 de Agosto de 2008
Cique AQUI para acessar