quarta-feira, 14 de novembro de 2012

De 3 mil cidades em prol de direitos humanos, só 79 combatem homofobia


Apenas 54 municípios têm leis para o reconhecimento do nome social adotado por travestis e transexuais| Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Da Redação

O número de municípios que possuem órgãos oficiais para tratar de políticas de direitos humanos mais do que dobrou entre 2009 e 2011, indo de 1.408 para 2.941 – um aumento de 52,9%. É o que aponta a Pesquisa de Informações Básicas Municipais – Perfil dos Municípios (Munic) de 2001, divulgada nesta quarta-feira (13) pelo IBGE.

O crescimento é positivo, porém permanece desigual entre as regiões. Enquanto no Nordeste 60,7% dos municípios contavam com um órgão responsável pelos direitos humanos em 2011, na região Norte a proporção cai para 41,6%. Nos municípios com até 5 mil habitantes, a proporção é de até 46,9%, enquanto nos municípios com mais de 50 mil habitantes, o índice sobe para 86,8%.

Foram criados 1.041 conselhos municipais na área de direitos humanos em 2011, totalizando 15.719 em todo o Brasil. Entre eles, 121 conselhos de Direitos Humanos, 5.420 de Direitos da Criança e do Adolescente, 196 de Igualdade Racial, 2.862 de Direito do Idoso, 789 da Pessoa com Deficiência e 870 de Políticas para as Mulheres.

Há um déficit no combate à homofobia

Apenas 79 municípios brasileiros têm legislação de combate à homofobia, dentre os 5.565 analisados em 2011. Deles, somente 486 cidades têm acções para o enfrentamento da violência contra LGBTs.

O total de órgãos gestores de políticas de direitos humanos que têm programas para a diversidade sexual é de 14%. Os direitos dessas pessoas são reconhecidos por 99 municípios, e 54 têm leis para o reconhecimento do nome social adotado por travestis e transexuais.

Com informações da Rede Brasil Atual

Nenhum comentário:

ESTAMOS DE OLHO!

Pesquisa do Senado sobre a PLC 122/06 que criminaliza a HOMOFOBIA:

Os resultados da pesquisa de opinião realizada pelo Senado Federal a respeito da PL 122/06, que criminaliza a homofobia e outros crimes de discriminação, ainda não foram divulgados.

Isso nos preocupa um pouco, na medida em que os resultados acompanhados em tempo real pelo site, durante o mês de novembro, em vários momentos retrocederam em números reais.
Órgãos da imprensa noticiavam tentativa de invasão e possíveis alterações dos resultados (favorecendo o NÃO ao projeto).
Mandamos - novamente - mensagem ao "Alô Senado" esta semana para saber o que realmente ocorreu e ficaremos acompanhando suas respostas já que este projeto, além de interesse público geral, é de interesse específico das mulheres lésbicas de todo o país.

PESQUISA - divulgação de resultados

PESQUISA - divulgação de resultados
02 locais e horários diferentes em Porto Alegre, dia 11-05

Feministas unificam apresentação da pesquisa!

A apresentação da pesquisa "Mulheres Brasileiras nos espaços Públicos e Privado" será apresentada para TODO O MOVIMENTO FEMINISTA num único horário em POA:
11-05, das 9 às 11h30, no Auditório da CUT-RS.

Adote esta campanha!

Adote esta campanha!
Acorda Congresso!

Pela Aprovação do PLC122/06

Pela Aprovação do PLC122/06
Vote a favor do projeto pelo link http://www.naohomofobia.com.br/

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres
16 dias de ativismo

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres

Homens pelo fim da Violência contra as mulheres
http://www.homenspelofimdaviolencia.com.br/

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

MANIFESTO LÉSBICO FEMINISTA ANTI-CAPITALISTA

29 de Agosto de 2008
Cique AQUI para acessar