domingo, 21 de agosto de 2011

Homofobia deve ser discutida na escola, saúde, ...

A diversidade sexual e a homofobia são temas cada vez mais presentes
na sociedade e carecem de um debate que envolva diversas áreas, como a
Saúde, Educação e o Direito, por exemplo. O assunto chegou à Fundação
Oswaldo Cruz sendo tema de sessão científica realizada pelo
Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais
(Laser/ENSP), em parceria com o Laboratório de Educação em Ambiente e
Saúde (Leas/IOC). Os Incômodos e desafios de discutir a homofobia na
escola foram abordados por Anna Paula Uziel, coordenadora do
Laboratório Integrado em Diversidade Sexual, Políticas e Direitos
(Lidis) da Uerj.

O Lidis é uma iniciativa da Uerj, vinculado à Sub-Reitoria de Extensão
e Cultura,e é formado por cinco unidades acadêmicas: Instituto de
Psicologia, Faculdade de Serviço Social, Instituto de Medicina Social,
Faculdade de Direito e Faculdade de Enfermagem. Sua criação foi
motivada pelo projeto Rio sem Homofobia, da Superintendência de
Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, da Secretaria de
Assistência Social e Direitos Humanos do governo do estado. O Lidis,
desde o início de 2011, tem acompanhado o processo seletivo e de
formação dos quadros contratados para este projeto.

A importância do debate em relação ao tema fez com que as
coordenadoras da sessão científica, Marly Marques da Cruz, do
Laser/ENSP, e Eliane Vargas, do Leas/IOC, manifestassem o desejo de se
aproximar do Lidis/Uerj para a realização de projetos voltados para o
fortalecimento e a capacitação de professores em relação aos temas
diversidade sexual e homofobia. Em entrevista ao Informe ENSP, Anna
Paula Uziel, fala sobre os desafios em debater o tema em uma sociedade
que não se reconhece preconceituosa. Confira em

http://www.feminismo.org.br/livre/index.php?option=com_content&view=article&id=5646:homofobia-deve-ser-discutida-na-escola-na-saude-na-justica&catid=131:direitos-humanos&Itemid=538

Nenhum comentário: